Entrevista com Clarissa Bottega – Coordenadora de GT do CAEduca 2021

A entrevistada desta vez é Clarissa Botega

Clarissa Botega é jurista, escritora, pesquisadora, advogada, bacharel em Direito, mestre em Ciências Jurídicas pela Universidade de Coimbra – Portugal, doutoranda em Ciências Sociais pelo PPGCS da UNISINOS.   

Autora do livro “Adoção à brasileira: um caso de reconhecimento do afeto como valor jurídico”, publicado em 2020 pela editora Dialética. Membro do IBDFAM (Instituto Brasileiro de Direito de Família) e membro do IAMAT (Instituto dos Advogados Mato-grossenses). É também Coordenadora do GT Educação e Direitos Humanos do CAEduca 2021.

1) Você foi selecionada para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAEduca. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Após mais de 17 anos como professora universitária senti a necessidade de ampliar os horizontes e buscar outras atividades educacionais que fossem significativas para mim e para meus alunos, nessa busca conheci os projetos do CAEJus e CAEduca que se alinharam totalmente as minhas ideias sobre o futuro do conhecimento partilhado.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAEduca?

No meu entender a proposta do CAEduca está em conformidade com aquilo que entendo ser necessário para o novo processo educacional que é justamente colocar em pauta discussões importantes para o desenvolvimento de um novo olhar sobre a educação.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar a educação de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da temática?

O principal desafio é partilhar a compreensão de que a educação é indispensável para evolução humana e vivência social. Vou mais além e defendo uma educação transdisciplinar que saia dos bancos frios da educação tradicional e caminhe para a aproximação entre o saber e o viver/conviver das pluralidades.

4) Bom, outros pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAEduca. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores

Uma boa dica para se produzir bons textos é se apropriar de forma efetiva dos conceitos e teorias tradicionais e a partir daí propor novos olhares com coerência, lógica e fundamento. Desafie-se!

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

Para mais informações sobre o CAEduca e se cadastrar para novidades, visite o site www.caeduca.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *