Entrevista com Ricardo Russel – Coordenador de GT do CAEduca 2021

O entrevistado desta vez é Ricardo Russell.

Ricardo Russell é doutorando em Ciências Jurídicas-Públicas pela Universidade do Minho-Braga. Mestre em Direito, Processo e Cidadania pela UNICAP. Pós-Graduando (especialização) em Ciência Política pela Faculdade Prominas. Especialista em Filosofia e Sociologia pela FAVENI. Especialista em Educação Profissional e Tecnologia pela Faculdade Dom Alberto. Especialista em Direito Administrativo, Constitucional e Tributário pela ESMAPE/FMN. Professor efetivo de Ciências Jurídicas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – IFPE. Defensor Público Federal.

Pesquisador do Centro de Investigação em Justiça e Governação (JusGov) da Universidade do Minho. Autor do Livro: A Realização da Arbitragem pela Defensoria Pública da União (CRV, 2020). Coautor do Livro: Manual de Mediação da Defensoria Pública. (CEAD/ENAM, 2014). É também Coordenadora do GT Educação e Direitos Humanos do CAEduca 2021.

1) Você foi selecionada para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAEduca. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Minha formação base é em Direito, onde fiz graduação, especialização, mestrado e estou concluindo o doutorado. Entretanto, nos últimos anos venho diversificando minha formação, de modo que fiz especialização em Filosofia e Sociologia, estou fazendo especialização em Ciência Política e também fiz especialização em Educação. Assim, venho procurando estudar e escrever também sobre assuntos que façam a ligação do Direito com outras áreas de conhecimento e dentro desses assuntos está justamente a Educação e os Direitos Humanos, temas que fazem parte das minhas atividades profissionais no IFPE e na Defensoria Pública da União.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAEduca?

O CAEDUCA 2021 vai ser o décimo Congresso que eu participo do CAED -JUS ou CAEDUCA, incluindo o CAEDUCA 2020, sendo o primeiro como o coordenador. Em todos os congressos anteriores eu fiquei impressionado com a organização e a dimensão dos eventos, o que acabou incutindo a vontade de participar como coordenador.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar a educação de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da temática?

A educação e os Direitos Humanos representam mecanismos para empoderar as pessoas, ajudando na libertação das mesmas tal como afirmava Paulo freire. Assim, a temática em testilha tem como principal desafio a busca de estudos que efetivamente sirvam para mudar a vida das pessoas, principalmente daquelas mais necessitadas, que representam grande parcela da nossa população.

4) Bom, outros pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAEduca. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores

Não tenham medo de escrever, não tenham medo de se expor. Estudem, escrevam e se lancem. O simples fato de apresentar um trabalho para uma seleção em um congresso já é uma grande vitória. A aprovação é motivo de extrema felicidade e a reprovação serve como aprendizado, crescimento e oportunidade para fazer um trabalho melhor em outro congresso.

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

Para mais informações sobre o CAEduca e se cadastrar para novidades, visite o site www.caeduca.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *