Entrevista com Shakil Y. Rahim – Coordenador de GT do CAEduca 2021

O entrevistado desta vez é Shakil Y. Rahim

Shakil Y. Rahimr é Arquiteto e Doutor em Arquitetura, especialidade Desenho, pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. Investiga os mecanismos cognitivos envolvidos nos processos de atenção visual do desenho de observação, e suas implicações na intersecção dos circuitos fisiológicos e neurobiológicos com os fenómenos criativos e culturais da aprendizagem humana. É Professor de Desenho e Desenho Arquitetónico na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, Departamento de Desenho, Geometria e Computação. A suas áreas de estudo são: desenhador, desenho, atenção visual, inteligência espacial, experiência do gesto, cognição humana.

Autor do livro “O Desenhador: Estudos Cognitivos, Artísticos e Fenomenológicos” (2018). Pertence ao CIAUD, Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design, da Universidade de Lisboa. Publica com regularidade em revistas de especialidade nacionais e internacionais. É também Coordenador do GT Teorias e Pesquisas Empíricas do CAEduca 2021.

1) Você foi selecionado para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAEduca. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Tenho particular interesse nos estudos artísticos, em metodologias de ensino, experimentação e produção de conhecimento que possam ser transferidas para a investigação científica e para a pratica artística. É urgente entender as funções da arte como ímpeto transformador que permite melhorar a sociedade e promover as empresas e industrias criativas. A minha formação em arquitetura e especialização em doutoramento, centrado no estudo do desenho como processo do pensamento, criaram o horizonte disciplinar onde procuro pesquisar e compreender as intersecções cognitivas e culturais entre observação, representação e criatividade. As aulas que lecciono na Universidade de Lisboa são parte desse interesse metodologico.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAEduca?

A importância do ensino e da aprendizagem nas pesquisas multidisciplinares, teóricas e empiricas, num grupo alargado e diversificado de pensadores e professores. Entendo o CAEduca como uma reflexão sobre o impacto da educação e da pedagogia no centro e nas periferias da construção do conhecimento pessoal e coletivo. A disseminação em rede, com as possibilidades que o digital tem em conectar investigadores de diferentes temas e latitudes, torna o evento num agregador multireferencial.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar a educação de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da temática?

O GT 09 tem como desafio questionar a produção de conhecimento a partir das pesquisas experimentais e das perspetivas empiricas. O saber que deriva da fenomenologia sensorial e do gesto personalizado, que consegue universalizar e teorizar as experiencias particulares. A temática deste grupo de trabalho vai permitir inserir nas sínteses abstratas as micro-experiencias que torna cada um dos humanos num investigador em potência.

4) Bom, outros pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAEduca. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores

Seja direto e sintético. Comunique sem redundâncias. Reduza sem perder significado. Acrescente se for para argumentar. Não se esqueça que os outros também podem ser inteligentes.

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

Para mais informações sobre o CAEduca e se cadastrar para novidades, visite o site www.caeduca.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *