Entrevista com Armindo Armando Nhanombe – Coordenador de GT do CAEduca 2021

O entrevistado desta vez é Armindo Armando Nhanombe

Armindo Armando Nhanombe é Doutorando em Ética Aplicada pela Universidade de São Tomás de Aquino de Moçambique (USTM), e em Direito e Segurança pela Universidade Nova de Lisboa – Portugal. Pesquisador do CEDIS da Universidade Nova de Lisboa na área do direito e também na área da educação e ética dos teóricos Dewey e Freire. 

É pesquisador do Centro de Investigação e Desenvolvimento sobre Direito e Sociedade (CEDIS), pesquisador do Projeto UNODC/NOVA School of Law – E4J – 2ª Fase do Projeto, Educação para a Justiça da área do mandato de Cibercriminalidade e do Combate ao Terrorismo. Autor do artigo “John Dewey e Paulo Freire: duas visões da educação”, publicado na Revista Amor Mundi . É também Coordenador do GT MÉTODOS E PRÁTICAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM do CAEduca 2021.

1) Você foi selecionada para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAEduca. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

A Base da minha formação é filosofia, voltada a educação e ética. Entretanto, nos últimos anos tenho, também, direcionado a minha formação na área do Direito com enfoque na Segurança. A Parte filosófica foi feita em instituições de ensino moçambicanas e a de direito estou a fazer em Portugal. No passado participei dos eventos do CAEduca e quando houve oportunidade candidatei-me e fui aprovado.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAEduca?

A organização e a seriedade, depois de estar em contato através de congressos, artigos, vemos a seriedade. Chama atenção o fato de agregar vários académicos e de várias instituições e até de países diferentes. Cumprem à risca as promessas, por exemplo, a publicação dos livros contendo os artigos das conferências.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar a educação de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da temática?

Fazer com que os debates se traduzam em algo concreto. Metodologia é um caminho e neste sentido temos que materializar este caminho, caminhando e sendo uma contribuição para o ensino. Minha reflexão tem se focalizado numa abordagem que seja a conjugação da reflexão com a prática. Penso que o meu grupo de trabalho pode iluminar outros grupos em questões metodológicas.

4) Bom, outros pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAEduca. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores

Muita leitura e participação em eventos. Mas, acima de tudo devem ter um tema que os instigue e que seja um ponto de partida para reflexão. Uma reflexão que possa trazer uma contribuição e uma inovação para a sociedade. Muito já foi escrito, mas podemos inovar trazendo abordagens novas e com qualidade.

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

Para mais informações sobre o CAEduca e se cadastrar para novidades, visite o site www.caeduca.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *