Entrevista com André Serotini – Coordenador de GT do CAEduca 2021

O entrevistado desta vez é André Serotini.

André Serotini é Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos – PPGPOL/UFSCar (2014), Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade de Araraquara – UNIARA (2005), Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de São Carlos – FADISC (2000). É professor efetivo nível VI-B do Curso de Direito da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG – Unidade Frutal. Professor Colaborador do Programa de Mestrado em Ciências Ambientais da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG – Unidade Frutal. Líder de Pesquisa do NÚCLEO DE PESQUISA (DES)ENVOLVIMENTO: DIREITO, PÓS-MODERNIDADE E SOCIEDADE DE CONSUMO. É professor do Curso de Direito do Centro Universitário Central Paulista – UNICEP, no qual exerce também a função de coordenador de curso. Avaliador “Ad Hoc” do INEP/MEC de Cursos de Direito. É associado ao Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito – CONPEDI. do IBEROJUR – Instituto Iberoamericano de Estudos Jurídicos e do European Environmental Law Forum – EELF. 20).

Professor de Cursos de Direito desde 2003. Possui grande experiência em gestão de ensino superior, tendo exercido cargos administrativos, como coordenação de cursos e direção de pós-graduação. Avaliador “ad hoc” INEP/MEC para cursos jurídicos desde 2010. É também Coordenador do GT Ensino Superior do CAEduca 2021.

1) Você foi selecionada para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAEduca. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Há algum tempo acompanho os eventos realizados pelo CAEduca e a qualidade dos trabalhos que são apresentados e, neste ano, quando do lançamento do edital para seleção de coordenadores de GT, pensei que seria importante contribuir, com minha experiência, para a melhoria contínua desse processo de divulgação científica. E, após ser selecionado, tive e continuo tendo grande apoio da comissão organizadora para que os trabalhos do GT possam transcorrer da melhor maneira possível.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAEduca?

O que mais chamou atenção no CAEduca é a credibilidade e organização dos eventos realizados.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar a educação de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da temática?

Pensar a educação, principalmente, em nível superior sempre é desafiador. Os avanços tecnológicos e sua democratização provocam reflexos direto nas atividades acadêmicas, permitindo que sejam utilizados recursos que, ao mesmo tempo, que contribuem positivamente para o seu desenvolvimento, criam certos entraves que necessitam da relação interdisciplinar para serem transpassados.

4) Bom, outros pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAEduca. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores

Costumo dizer que não há segredos para a produção de textos de qualidade e sim disposição para muita leitura, persistência e metodologia. Aprendemos muito mais com os nossos erros e críticas construtivas que recebemos e, por isso acredito muito que apresentar seus trabalhos em congressos, seminários, simpósios e tantos outros eventos científicos, faz parte desse processo de produção qualitativo.

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

Para mais informações sobre o CAEduca e se cadastrar para novidades, visite o site www.caeduca.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *